Dicas úteis

Tratamento de claudicação em cavalos

Pin
Send
Share
Send
Send


você precisa fornecer descanso suficiente e só então levá-lo para o trabalho. Conselho médico necessário. Previsão para
recuperação e retorno à carga máxima, via de regra, favorável. Em alguns casos
O uso de fenilbutazolidona no interior dá um bom resultado.

A prevenção é a mesma que ocorre com a atrofia dos músculos do ombro.

Fratura deste osso bem protegido

raro, mas deve ser mencionado
para que a história esteja completa. Mais frequentemente do que não,
como mostrado na fig. 17. As fraturas podem
ocorrer se o cavalo tropeçar ou
o resultado de um impacto direto, como acontece com
forte queda de lado. Tratamento cirúrgico
não

a única coisa que você pode aconselhar é
"Espere e veja." Um cavalo geralmente não
inclina-se no pé. Somente essas fraturas são visíveis na
grandes máquinas de raio-x veterinárias.
Com essa fratura, como na Fig. 17, o cavalo pode
melhore. Com outras fraturas, passando
pelo meio da escápula, praticamente espero
não

Este é um conceito extremamente amplo, se é que existe. Como disse muito sábio e
J. L. Dollar, um observador atento, “o diagnóstico de claudicação braquial depende principalmente de
resultados negativos em um estudo local, mais cuidadosamente os
pesquisa, menos o diagnóstico será "claudicação no ombro". A maioria dos cavalos reclama
os músculos do ombro realmente sofrem de doença do casco e (ou) suas partes do calcanhar.

Os sinais clínicos característicos desta doença já estão descritos em

seção "bursite do bíceps do ombro": resistência ou recusa
movimentos na articulação do ombro. A julgar pela minha prática de autópsia,
causas significativas de claudicação associada ao ombro foram apenas atrofia
músculos do ombro, bíceps, fraturas da omoplata e lesões graves
inflamação articular infecciosa aguda ou crônica em potros.

Nos trotadores e amblers, há uma dor que passa rapidamente na área

articulações dos ombros, aparece devido ao uso de
dispositivos (capacete) para ajustá-los em movimento. Muitas vezes isso acontece com os trotadores,
que refaz os marcapasso. Enquanto ele ainda está aprendendo a fazer as pernas com
de um lado (em vez de sua marcha diagonal natural), pode
cometer erros: o pé da frente é estendido para a frente, enquanto o pé de trás
se move para trás. Essa discrepância pode causar graves
contração muscular do ombro, resultando em dor de força variável.
Da mesma forma, um cinto muito apertado pode impedir que o animal trote
(amável), limitando assim o movimento da frente ou da retaguarda
pernas, resultando em sinais claros de músculo
sobretensão.

Fig. 17
Roentgenogram
um dos tipos
fraturas escapulares
osteossíntese com
usando um alfinete.
Seta superior -
escápula inferior
extremidade superior
úmero

pé da frente vai para a frente
enquanto a parte de trás
lado) - de volta (em
tentando trotar).
Tais

Como curar um coxo em cavalos

Aconselhamento especializado em claudicação de cavalos.

Dr. Emmanuel Angeli - Diplomata, Veterinário Europeu, Americano e Real. faculdades, especialista em cirurgia e ortopedia de cavalos, falará sobre como determinar a claudicação de um cavalo e o que fazer com ele.

O que causa claudicação em cavalos?

Sinais de claudicação na maioria dos casos causam dor em um dos membros, mas sob certas condições a claudicação é afetada pela tensão no pescoço, costas ou pélvis, o que também pode levar a alterações no movimento. O cavalo carrega mais um membro, na tentativa de transferir peso do membro danificado e reduzir a tensão no pescoço e nas costas. A claudicação causada por ferimentos leves e lesões nos membros dura vários dias. Mas também pode ser um sintoma de uma doença mais grave, como curvatura de tendão, artrite e doença de vaivém.

Como reconhecer onde está a claudicação nos membros anteriores ou posteriores?

Um cavalo coxo durante o descanso facilita um membro dolorido mais do que outros. Ela pode ficar em poses não naturais e impedi-la de tomar uma perna saudável. O comportamento do cavalo também muda, torna-se irritável, não mostra entusiasmo no treinamento, especialmente com uma mancada pequena, mas prolongada.

Ao se mover, a carga em uma perna dianteira saudável é óbvia, os passos são mais curtos, o cavalo pode tropeçar, muitas vezes leva a cabeça ao lado de uma perna saudável.

Quando uma leve claudicação aparece nas duas pernas da frente ao mesmo tempo, o que não é incomum, o cavalo dá passos mais curtos, as pernas dobram-se mais e entram em colapso, parando de tempos em tempos. Esses sintomas podem não ser perceptíveis, mas é muito importante notá-los o mais cedo possível e chame um veterinário experiente para avaliar a claudicação e o movimento do seu cavalo. Qualquer atraso no diagnóstico e tratamento pode reduzir seriamente as chances de recuperação total do cavalo.

A claudicação das patas traseiras é geralmente caracterizada por um passo mais curto do membro afetado de um lado, assimetria unilateral da garupa e lateral do cavalo.

Também há sinais óbvios de desunião do cavalo, especialmente em galope e trabalho lateral, é possível alguma resistência. A maioria dos proprietários percebe que a parte traseira do cavalo parece desaparecer por baixo deles, ou não há trabalho ativo, ou uma perna danificada não atinge o centro de gravidade do piloto, mas permanece um pouco atrás. Se você sentir que algo mudou, entre em contato com seu veterinário imediatamente para uma verificação completa.

E se o seu cavalo for coxo?

- O primeiro passo é interromper qualquer trabalho para evitar mais danos.

- Em segundo lugar, o mais rapidamente possível para limitar o movimento do cavalo no estábulo para evitar a exacerbação da lesão. Andar a cavalo em um campo ou levada é contra-indicado, pois aumentará a galope, apesar dos ferimentos. Os cavalos têm uma estratégia de fuga para sobreviver, suprimindo a dor, permitindo que eles escapem de um predador, mesmo que estejam feridos.

- Terceiro, examine os membros do seu cavalo. Se você acha que seu cavalo mancou recentemente, comece palpando o tecido da perna para identificar anormalidades no membro saudável. Você deve procurar lugares: reações à dor, inchaço, pontos quentes de inflamação. Se você encontrar um dos sinais, ligue para o seu veterinário.

Obviamente, se o cavalo revelou uma ligeira claudicação, proveniente de uma caminhada, você pode colocá-lo no estábulo por 1-2 semanas e monitorar cuidadosamente se a claudicação diminui. Se a claudicação não desaparecer após 2 semanas, esse é um sinal sério para chamar um veterinário.

Baixas doses de analgésicos podem ser usados ​​para cavalos coxos, conforme necessário, mas você ainda precisa consultar o seu veterinário antes de administrar qualquer medicamento. Deve-se lembrar que os analgésicos são muito eficazes na redução do nível de dor, pois tornam o cavalo menos sensível, o que aumenta o risco de agravar os danos em movimento na ausência de controle da dor.

Se você estiver esperando um veterinário para examinar o problema, não deve tomar analgésicos para evitar mascarar os sintomas de dor e claudicação. Isso ajudará seu veterinário a avaliar o coxo subjacente do seu cavalo e a investigar sua causa.

Tratamento de claudicação em cavalos

Sempre que seu cavalo começar a coxear, tente descobrir a causa do problema, examinando-o do topo da cabeça até os cascos. Mas se o seu cavalo não puder se apoiar em uma perna ou se a perna estiver sangrando, chame imediatamente um veterinário, pois essa situação requer a intervenção de um especialista.

A inspeção de um cavalo coxo deve começar com um exame e descobrir se há um tumor, qualquer corte ou ferida na perna. Para fazer isso, passe delicadamente as mãos sobre a perna, de cima para baixo, levante o pé e examine-o de baixo. Primeiro, examine a corola com cascos, onde o abscesso costuma começar, caracterizado por vermelhidão e secreções. Mesmo uma pedrinha ou outro objeto pontiagudo preso na sola pode causar claudicação.

Dê uma olhada em como o cavalo está de pé. E se o cavalo transferiu seu peso de uma perna específica ou se recostou para não pressionar as pernas da frente, essa postura pode mostrar quais cascos foram pegos (laminite). Mas se for difícil determinar imediatamente qual perna está danificada, ou seja, em qual perna o cavalo está mancando, é necessário movê-lo com um passo ou trote e, em seguida, o cavalo levanta a cabeça, pisando em uma perna dolorida, tentando remover peso dela. Isso funcionará se o cavalo estiver mancando com o pé da frente.

A claudicação na perna traseira é mais difícil de determinar e, portanto, geralmente apenas um médico profissional pode diagnosticá-la. No entanto, quando o cavalo caminha ao longo de uma calçada ou outra superfície dura, o som da perna machucada será um pouco mais silencioso do que o resto. E é mais fácil perceber a diferença se você fechar os olhos e ouvir com atenção. Se você entender qual é o problema, ligue para o veterinário, e ele, com base nessas informações, poderá recomendar quais medicamentos anti-inflamatórios dar ao cavalo. Em caso de claudicação muito grave, o médico pode agendar imediatamente uma visita para fazer um raio-X e realizar um exame completo, durante o qual examinará o cavalo da cabeça aos pés, sentirá as pernas, examinará os pés, verificará se há tumores, feridas ou cortes.

Em seguida, o veterinário verificará a flexibilidade das articulações e a dor e a sensibilidade. Se o veterinário determinar qual articulação é o problema, ele bloqueará o cavalo com pequenas quantidades de anestésico que são injetados em certas áreas da perna, geralmente começando de baixo e subindo. Após cada injeção, o cavalo é trotado. Se a claudicação desaparecer, a injeção atingirá a área afetada. Um diagnóstico adequado pode ajudar e radiografar. Com base nos resultados do exame, o médico recomendará o tratamento mais apropriado: ferraduras médicas, envoltórios, imersão em água fria, descanso, anti-inflamatórios ou outros medicamentos e possivelmente intervenção cirúrgica.

Causas da claudicação do cavalo

A claudicação é um sintoma que pode estar associado aos seguintes problemas:

  • lesões
  • equilíbrio incorreto do casco
  • doenças inflamatórias
  • fraturas
  • artrose
  • entorse e lágrimas de ligamentos,
  • feridas
  • infecções
  • laminite
  • paralisia e paresia dos nervos periféricos.

A maneira mais eficaz de combater a claudicação é evitá-la. A inspeção regular do cavalo, o solo de qualidade, a conformidade com o regime de trabalho e descanso, uma dieta equilibrada e uma abordagem racional das cargas reduzem significativamente a probabilidade de um sintoma perigoso.

Como reconhecer claudicação?

Especialistas recomendam fortemente que você entre em contato com seu veterinário se for coxo. Por exemplo, não especialistas geralmente fazem o diagnóstico incorreto "claudicação do ombro do cavalo"Nas doenças do casco, e isso é repleto de agravamento da doença.

Para determinar a causa, é necessário realizar testes de manca de cavalo:

  1. Identificação de uma perna dolorida. Inspecione o animal, em pé em uma superfície plana, para determinar as alterações compensatórias, que são expressas por assimetria externa. Depois, inspecionam o cavalo, que está em movimento, primeiro a um passo, depois a trote, com uma marcha (se necessário) em diferentes tipos de superfícies.
  2. Exame do casco quanto à sensibilidade à pressão, comprimindo a parede do casco.
  3. Palpação de uma perna dolorida para detectar tumores, áreas dolorosas, diferenças de pulsação e temperatura.
  4. Um teste para dor que causa um aumento acentuado da claudicação. É realizada por flexão nas articulações put e hock.
  5. Métodos de pesquisa adicionais (raio-x, anestesia, etc.).

Os dois primeiros testes são geralmente realizados pelo proprietário do animal. Depois disso, você deve entrar em contato com o seu veterinário para obter ajuda. Um diagnóstico diagnosticado corretamente é 50% de sucesso. Por exemplo, se o cavalo está mancando nas costasperna devido ao músculo sobrecarregado, basta colar a fita veterinária para normalizar a marcha e eliminar a dor.

Técnica de gravação: princípios básicos

Você pode estudar os padrões e as técnicas básicas sobrepostas para aplicar a cinesiologia nos cursos de fitas veterinárias. O treinamento consiste em uma parte teórica e prática; portanto, após a conclusão de um curso básico de 2 dias, um especialista poderá usar totalmente as pontas veterinárias em sua prática médica.

Portanto, não há resposta inequívoca para a pergunta: "Como tratar o cavalo mole?", Porque você precisa se livrar do motivo de sua aparência. O teip veterinário é uma ferramenta conveniente que pode aumentar com segurança o complexo de medidas terapêuticas para a saúde do animal, aproximando o momento da recuperação total.

Pin
Send
Share
Send
Send